Professional Plan e Business Plan: conheça essas ferramentas e saiba quando utilizá-las

O visto EB-2 via NIW é um dos principais caminhos para profissionais brasileiros que desejam residir e atuar nos Estados Unidos como empreendedores ou funcionários de empresas, sem que seja necessário que possuam uma oferta de vaga de trabalho certificada no país. E para ter sucesso na solicitação do visto, é necessário elaborar um documento que apresente à imigração americana a relevância daquele profissional para o país: são os chamados Professional Plan e Business Plan.

O processo de produção desse documento deve começar justamente pela definição de qual dos dois tipos é mais interessante e estratégico para o que o profissional procura. Devem ser considerados o perfil do solicitante, quais são suas habilidades excepcionais que farão com que o governo americano aprove o pedido do visto, além do objetivo desse profissional nos EUA.

Para esclarecer essas e outras dúvidas sobre Professional Plan e Business Plan, neste artigo você vai entender qual a diferença entre ambos os tipos de plano e quando escolher um ou outro, e também o que é e como funciona o EB-2 NIW. Confira!

Professional Plan

O Professional Plan ou Plano profissional é um documento que deve ser elaborado por profissionais que buscam se alocar no mercado americano como funcionários contratados, e não como empreendedores. Esse material será apresentado a um agente da imigração americana durante o processo para conseguir o visto EB-2 NIW.

O documento deve mostrar para a imigração como o profissional será inserido no mercado  dos Estados Unidos, comprovando que ele tem habilidades excepcionais para ser empregado de uma empresa dentro do país. Assim, o profissional precisa demonstrar sua capacidade e quais as suas habilidades que mostrem ao governo americano como ele é necessário e poderá fazer a diferença no país.

É importante ressaltar que o processo de apresentação desse documento deve contemplar uma contextualização da área e do campo de atuação desse profissional. Isso porque os agentes da imigração destinados a realizar essa avaliação, na maioria das vezes, desconhecem o segmento de atuação do profissional, por isso, precisam ser contemplados com uma explicação dinâmica e objetiva do mercado e também do profissional. Isso inclui suas formações, experiências profissionais, além das credenciais que farão com que ele seja interessante para os EUA e que não precise de uma oferta de emprego prévia para conseguir o visto.

Business Plan

Já o Business Plan ou Plano de Negócios é voltado para quem deseja empreender nos EUA. Para os candidatos ao EB-2 NIW que se colocam como empreendedores, é fundamental incluir um plano de negócios abrangente na inscrição. Esse documento deve mostrar a trajetória planejada do projeto, empresa ou empreendimento e reforçar como suas atividades atenderão às áreas de mérito substancial e importância nacional.

Basicamente, em um Business Plan devem conter informações completas sobre o negócio que se pretende abrir nos EUA e de que forma ele contribuirá com o país. Veja alguns itens que não podem faltar:

1. Um resumo executivo com a descrição de bens ou serviços a serem fornecidos, que defina claramente o mérito substancial e a importância nacional do empreendimento, com mercado-alvo e as necessidades que estão sendo atendidas no país;

2. As habilidades e conhecimentos do candidato ao EB-2 NIW, mostrando um histórico de sucesso anterior no setor, além de explicar o que será feito para tornar esse empreendimento um sucesso também nos EUA;

3. Um plano de pessoal detalhado que mostra a contratação planejada para um período de 3 a 5 anos, comprovando que o empreendedor está focando na criação de empregos como uma das razões pelas quais seu empreendimento tem mérito substancial e importância nacional;

4. Explicação do financiamento/capital inicial, projeções financeiras, estruturas de taxas, estratégias de marketing e listas de clientes . O candidato NIW precisa demonstrar que existe um plano financeiro realista, prático e alcançável, apoiado em estratégias de marketing sólidas, que sustente o argumento de que a empresa tem mais chances de sucesso do que o contrário.

Professional Plan ou Business Plan

É importante ter em mente que para se definir pelo Professional Plan ou Business Plan é preciso entender o perfil do candidato e o que a pessoa que busca a liberação do visto procura. A escolha deve ser estratégica, conforme as especificidades, de forma que seja possível identificar qual a melhor maneira de apresentar aquele profissional ou empreendedor.

Por exemplo, existem áreas que podem ser enquadradas nos dois tipos de planos, como é o caso de profissionais médicos, dentistas e engenheiros. Muitos ingressam no país com o objetivo de abrir um negócio na área, como um consultório ou uma consultoria, mas posteriormente podem decidir por atuar profissionalmente, o que requer outros passos, como a validação do diploma.  

Existem também os casos de profissionais que farão projeto de pesquisa científica. Sendo assim, um Professional Plan é a melhor opção, pois não será necessário mostrar dados como a quantificação econômica, quantos empregos serão gerados ou quanto de imposto será pago dentro do país. Nessa situação, a imigração está interessada em saber quais impactos sua pesquisa trará para seu campo de atuação e para os Estados Unidos. 

Por fim, o Business Plan é recomendado quando haverá abertura de uma empresa, sendo necessário apresentar ao governo americano a importância do projeto para os EUA e como ele impactará para além da vida dos clientes, funcionários e parceiros de negócios, mas dos cidadãos em geral, incluindo a geração de emprego.  

Visto EB-2 NIW

O visto americano EB-2 é considerado um dos principais caminhos migratórios para profissionais qualificados que queiram morar e trabalhar ou empreender nos EUA. Ele é definido como um visto para trabalhadores com habilidades excepcionais. Isso porque é destinado a profissionais estrangeiros que possuem experiência profissional e formação acadêmica comprovadas. 

Para ser elegível, é preciso comprovar essas habilidades excepcionais e cumprir alguns requisitos impostos pela imigração americana. Assim, ao confirmar sua elegibilidade, existem duas maneiras para fazer o requerimento do visto EB-2:

1- Conseguindo uma vaga de trabalho nos Estados Unidos por meio do Labor Certification;

2- Solicitando a dispensa da vaga de trabalho via National Interest Waiver (NIW), ou Força de Interesse Nacional, comprovando que sua presença como profissional nos EUA é relevante ao país.

O USCIS – United States Citizenship and Immigration Services ou Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos pode conceder uma isenção de interesse nacional a título discricionário se o profissional demonstrar elegibilidade com base nos três pontos a seguir:

  • O empreendimento proposto pela pessoa tem mérito substancial e importância nacional;
  • A pessoa está bem posicionada para avançar no empreendimento proposto; e
  • Seria benéfico para os Estados Unidos renunciar à oferta de emprego (job offer) e, consequentemente, aos requisitos de certificação de trabalho permanente.

Conte com a Bicalho

Seja por meio de um Professional Plan ou de um Business Plan, profissionais brasileiros que queiram morar e atuar nos EUA de forma legal precisam estar preparados para atender às exigências da imigração americana, comprovando suas habilidades e como elas são relevantes para o país.

Para isso, é importante contar com uma assessoria que terá capacidade de orientar sobre todos os processos e possibilidades, inclusive direcionando e auxiliando o profissional na definição e produção do documento que será fundamental para conseguir sua autorização para ingressar no país: o Business Plan ou Professional Plan.

A Bicalho é uma consultoria especializada em processos migratórios para os Estados Unidos e está preparada para acompanhar você em todas as etapas do requerimento do visto EB-2 via NIW para o país e outros vistos para profissionais liberais e empresários.

Saiba mais sobre como podemos ajudar você a conseguir o visto EB-2NIW!

Compartilhe esse conteúdo