Vistos de empreendedor nos EUA: conheça as principais categorias

Tempo de leitura: 5 minutos

Planeja empreender nos Estados Unidos? Conheça os tipos de visto americano mais indicados para empreendedores e empresários.

De acordo com dados do Ministério das Relações Exteriores, 45% dos brasileiros que têm uma empresa no exterior estão nos Estados Unidos. Em 2019, já eram mais de 9 mil empreendedores no país. Além das vantagens e incentivos, as oportunidades nos EUA têm se mostrado cada vez mais interessantes para estrangeiros que queiram investir na economia americana. O cenário de crise política e econômica no Brasil são potencializadores desse desejo de internacionalização. Com isso, tem aumentado o número de pessoas que buscam pelos vistos de empreendedor nos EUA.

É importante saber, desde já, que existem diversas categorias de vistos, que apresentam propostas distintas, além de critérios diferenciados para que a sua concessão seja autorizada ao requerente pela imigração americana. Todos têm o objetivo de permitir que empreendedores estrangeiros que possuam uma proposta de negócio interessante para os Estados Unidos tenham a oportunidade de investir no país de forma legal, obtendo bons resultados.

Para isso, é preciso conhecer cada um dos vistos para empreender nos Estados Unidos, avaliando qual deles será o mais interessante para atender o propósito do empreendedor, considerando suas características, disponibilidade de investimento e demandas. Neste artigo, você vai ficar por dentro dos principais tipos de visto e qual a sua finalidade. Continue a leitura! 

Vistos de empreendedor nos EUA: conheça as principais categorias

Existem vários tipos de vistos para empreender nos Estados Unidos. Mas é importante que a escolha esteja alinhada ao propósito da empresa ou do profissional no país, considerando, inclusive, o investimento financeiro e o formato do negócio. Isso porque cada opção traz uma série de aspectos e obrigações tributárias, empresariais e profissionais que devem ser de conhecimento do requerente para não correr o risco de ter o seu pedido de visto negado por não cumprir com os critérios colocados. 

Os principais tipos de visto americano para empreendedores são:

L1 – Transferência de Executivo / Visto de empresário

O visto L-1, também conhecido como “Visto de Empresário”, permite que uma empresa estrangeira transfira profissionais capacitados, como um gerente ou colaborador chave, para gerir uma subsidiária e filiada nos Estados Unidos. Sendo localizada no país, essa empresa pode ser nova ou já estar em funcionamento. 

Nessa modalidade, não existe uma restrição com relação ao tamanho para a empresa e nem que o negócio americano e o brasileiro atuem no mesmo segmento. No entanto, é preciso que a empresa americana possua colaboradores que sejam gerenciados pelo profissional indicado no visto L-1.

Uma importante vantagem desse visto é que, em determinados contextos é possível obter, posteriormente, um Green Card. Para isso, não é necessário o processo de certificação do trabalho. 

Outro aspecto importante é que essa categoria se divide em visto principal (L-1) e visto do dependente (L-2). Dessa forma, em relação ao cônjuge de um colaborador que possui esse visto, é possível que ele consiga uma autorização de trabalho durante o período em que permanecer nos Estados Unidos.

Saiba mais sobre o visto americano L-1.

B-1 – Visto de negócios

De maneira geral, esse visto é concedido junto aos vistos B1 e B2 – negócios/turismo – permitindo ao seu titular entrar e sair dos EUA quantas vezes quiser, durante o período de validade, que é de 10 anos, no caso de cidadãos brasileiros. Não concede residência e não permite que o beneficiário trabalhe legalmente no país.

E-2 – Visto de investidor – Tratado Comercial

Permite que empreendedores de países que fazem parte da lista do Tratado do Comércio com os Estados Unidos entrem no país para realizar investimentos, estabelecendo um negócio. Atualmente, o Brasil não faz parte da lista, mas muitos países europeus fazem. Dessa forma, brasileiros que têm dupla cidadania desses locais podem se qualificar para o visto de investidor E-2.

EB-5

Essa categoria de vistos de empreender nos Estados Unidos possibilita a empresários estrangeiros que fizerem um investimento mínimo em uma empresa nos EUA obterem o Green Card. Assim, podem residir e trabalhar permanentemente e de forma legal no país junto ao cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos.

Visto americano de Start Up – IER

A Regra Internacional de Empreendedores – IER permite que os empreendedores estrangeiros que operem uma startup nos Estados Unidos obtenham um status conhecido como “liberdade condicional”, desde que possuam pelo menos 10% da empresa. Eles podem permanecer por até 30 meses, com a possibilidade de estender sua estadia por um adicional de 30 meses.

Outras categorias de visto que funcionam como visto de empreendedor nos EUA

Outros vistos também podem ser indicados para empreendedores, como o visto EB-2 NIW e o visto EB-1. Ainda que sejam vistos employment based, indicado para profissionais que tenham carreira sólida ou que se destacam em sua área de atuação, o beneficiário pode optar por empreender nos Estados Unidos dentro de sua área de atuação.  

Visto EB-1

Também chamado de visto para “profissionais com habilidades extraordinárias”, o EB-1 é um visto americano que autoriza residência permanente a profissionais que alcançaram o mais alto destaque em seus ramos de atuação. Essa categoria pode ser conseguida, por exemplo, por ganhadores de prêmios internacionais de alto renome, como Oscar, Pulitzer, Nobel, medalhas olímpicas, dentre outros.

Mesmo parecendo ser muito difícil de ser alcançado, o visto EB-1 é uma oportunidade para profissionais com outros perfis que sejam capazes de comprovar, por meio de documentos, o seu reconhecimento e destaque na área profissional. A imigração americana coloca 10 requisitos, sendo preciso que o candidato se enquadre e comprove 3 deles para se tornar elegível ao EB-1.

É importante esclarecer também que esse visto possui ainda três subcategorias, veja:

  • EB-1 A: Para profissionais com habilidades extraordinárias nas áreas das ciências, artes, educação, negócios e atletismo;
  • EB-1B: Professores e pesquisadores com reconhecimento internacional por sua contribuição;
  • EB-1C: Gerentes e executivos de multinacionais.

EB-2

O visto EB-2 é considerado um dos principais caminhos migratórios para profissionais qualificados. A categoria é definida como “visto para trabalhadores com habilidades excepcionais”, já que é destinada a profissionais estrangeiros com experiência profissional e formação acadêmica comprovadas. 

Um dos principais vistos de empreendedor nos EUA é a categoria EB-2 NIW. A sigla é para National Interest Waiver ou exceção de interesse nacional, que significa que o requerente não precisa de uma oferta de emprego. É necessário comprovar que o seu empreendimento nos EUA pode colaborar com a economia americana, por meio de um business plan.

Para conseguir o visto EB-2 NIW o profissional precisa comprovar que:

  • Qualifica-se como membro das profissões de nível avançado ou como pessoa de habilidade excepcional; e
  • Há a dispensa do requisito de oferta de emprego e, portanto, do requisito de certificação de trabalho, porém de “interesse nacional”.

Conte com a Bicalho

Empreender nos EUA é, sem dúvidas, o sonho e o objetivo de muitos empresários brasileiros. E a escolha de um dentre os vários tipos de vistos de empreendedor nos Estados Unidos será fundamental para garantir o sucesso do empreendimento no país das oportunidades. É muito importante que, além de ter um bom plano de negócios ou uma empresa já consolidada, o investidor conte com uma assessoria especializada que poderá oferecer todo o suporte durante as etapas de solicitação do visto.

A Bicalho é uma empresa de consultoria legal, com ampla experiência em processos migratórios para os Estados Unidos. Auxiliamos empreendedores, empresários, investidores e profissionais liberais no requerimento de vistos para o país. 

Deseja saber qual a melhor categoria de visto de empreender nos EUA e qual o caminho para consegui-lo? Saiba mais consultando os nossos serviços e soluções personalizadas!

Compartilhe esse conteúdo