Empreender e trabalhar nos EUA: Trump estimula abertura para imigrantes legais

Confira essa declaração incentivadora do presidente estadunidense. Veja também quais são as vantagens e os primeiros passos necessários para atuar no mercado norte americano.

Você é um empresário bem sucedido no Brasil, e sempre teve interesse em internacionalizar sua empresa e trabalhar nos EUA? O presidente norte americano fez um pronunciamento sobre o Estado da União recentemente e as afirmações feitas vão te tornar mais otimista para dar os primeiros passos!

A atuação de imigrantes como empreendedores e investidores no território americano é altamente lucrativa e, por isso, bem-vinda. Sem dúvidas, o mercado estadunidense tem muito a ganhar com empresas que querem expandir para esse destino.  

Você quer viver o sonho americano, alavancar seus lucros e se tornar um empreendedor no país? Então fique atento às informações a seguir!

O discurso de Trump sobre o Estado da União

Na noite do dia 4 de Fevereiro de 2019, o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, realizou seu pronunciamento sobre o Estado da União. O discurso é uma prática muito utilizada pelos ocupantes deste cargo para cumprir uma exigência existente na Constituição dos Estados Unidos. Ela prevê a prestação de contas anual ao Congresso, e é tradicional que se faça isso em forma de discurso.

O pronunciamento sobre o Estado da União também é a oportunidade que o presidente tem para fazer esclarecimentos, recomendações e comentar sua proposta legislativa e seus planos para o futuro da nação. Ele é direcionado ao Congresso estadunidense, porque sua cooperação é indispensável para que as propostas legislativas sejam aprovadas. Além disso, atualmente, o discurso é transmitido ao vivo para toda a população e serve como um comunicado ao povo em geral.

Neste discurso de 2019, Trump afirmou: “I want people to come into our country in the largest numbers ever, but they have to come in legally“. Em tradução livre, significa:

“Eu quero que as pessoas entrem em nosso país, no maior número de todos os tempos, mas eles têm que vir legalmente”.

Essa declaração é uma das diretrizes que Trump apresentou ao Congresso. Ela demonstra um estímulo à imigração legal para o país. Sendo assim, se você pretende empreender, investir e/ou trabalhar nos EUA, esse é o momento ideal para agir.

O sinal verde para empresários e investidores brasileiros

Contribua para o multiculturalismo

Um dos principais fatores que representa uma vantagem de se tornar um empreendedor ou investidor imigrante e trabalhar nos EUA é o multiculturalismo. A troca de abordagens e experiências entre diferentes culturas é extremamente benéfica em diversos ângulos.

Você, como imigrante, tem a oportunidade de contribuir, oferecendo ideias repaginadas e inovadoras. No mundo dos negócios, essa competência é essencial para que um empreendimento não se torne obsoleto. Com isso, você garante vantagens competitivas à empresa e ela não corre o risco de se tornar apenas mais um modelo de negócio já conhecido e reproduzido pelos nativos.

Além disso, as características da sua cultura de origem têm muito potencial de negócio. Costumes, produtos artesanais e culinária são pontos de partida para configurar propostas de negócio customizadas. Os Estados Unidos contam com um mix cultural no qual essas iniciativas encontrarão ótimas chances de sucesso.

Empreender e trabalhar nos EUA também permite que você vivencie uma experiência intercultural, que levará sua habilidade empreendedora a um novo patamar. Por meio dessa experiência, você absorverá informação e experiências proveitosas originadas de outras culturas. Assim, você afia o seu olhar para alavancar seu empreendimento nesse mesmo sentido, tornando-o um negócio global.

Inspire negócios e seja inspirado

Você sabia que diversas empresas no mercado norte americano foram fundadas ou co-fundadas por imigrantes? Em seu artigo para a Entrepreneur, AJ Agrawal citou uma pesquisa da National Foundation for American Policy. O estudo realizado com 87 startups diferentes apontou que 44 delas possuíam imigrantes entre seus fundadores.

Na mesma linha, um levantamento realizado pela Fortune 500 em 2017 selecionou as maiores companhias nos Estados Unidos por receita total. O resultado mostrou que 216 (43%) das empresas foram implantadas por imigrantes ou seus descendentes. A lista contou, inclusive, com nomes renomados, como Google e IBM. Vale lembrar que o próprio Facebook teve o empreendedor e investidor brasileiro Eduardo Saverin como um de seus co-fundadores.

Esse é apenas um dos indicadores de que um imigrante que quer empreender, investir e trabalhar nos EUA é um ótimo recurso para o fortalecimento de seu mercado. Afinal, imigrantes como você também movimentam a economia, geram empregos, proporcionam inovação e agregam à gestão de empresas.

Além da forte presença de imigrantes nas lideranças, há outros fatores que te tornam atrativo para o mercado norte americano: o seu background. Todo empreendedor imigrante precisa:

  • se preparar profissional e financeiramente para mudar de país;
  • deixar algumas conquistas para trás, no país de origem;
  • recomeçar um networking do zero num ambiente menos conhecido;
  • conquistar espaço no mercado mais competitivo a nível mundial.

Todos esses aspectos contribuem muito para que o currículo, a própria história de vida e a garra de empreendedores imigrantes sejam reconhecidas e sirvam como exemplo de persistência e resiliência.

Os passos necessários para trabalhar nos EUA legalmente

Permanecer e trabalhar nos EUA é um feito que demanda ainda mais dos imigrantes que pretendem empreender. Afinal, diferente dos demais empreendedores, e até mesmo de imigrantes que apostam em outros destinos para investir, você coloca tudo que você construiu em jogo para apostar num objetivo desafiador, mas altamente promissor.

Os Estados Unidos possuem um processo rígido para averiguar e conceder o Green Card a um empreendedor estrangeiro. Por isso, o seu processo imigratório precisa ser feito com extrema cautela. É indispensável entender como funcionam as categorias de vistos americanos e o processo migratório para, enfim, definir o modelo ideal para o seu caso. Agora que você já conhece as vantagens de se tornar um empreendedor e/ou investidor no mercado americano, é hora de agir! Saiba agora mesmo quais são os vistos requeridos para quem quer empreender e trabalhar nos EUA!

Compartilhe esse conteúdo