Pretende morar fora do Brasil? Dados apontam alta na emigração

Se a sua intenção é morar fora do Brasil, você não está sozinho. O número de pessoas que saem do país em busca de melhores condições de vida, trabalho e/ou estudo é cada vez maior. Os principais destinos são Estados Unidos e Portugal. Saiba o que isso significa e confira os caminhos migratórios para esses países.

Morar fora do brasil para trabalhar, empreender e/ou investir, e ainda poder proporcionar mais qualidade de vida e segurança para a família, é o desejo de muitos brasileiros. Alguns, têm um perfil mais focado em enriquecimento, e querem alavancar e expandir seus negócios. Outros, miram na estabilidade, e querem migrar para evitar sofrer maiores consequências da crise social, econômica e política em que o Brasil se encontra.

Diante disso, cada vez mais brasileiros concretizam a emigração e buscam oportunidade em países como Estados Unidos e Portugal. Em 2019, esse número disparou se comparado ao ano anterior. A seguir, confira os dados e adquira informações valiosas sobre vistos e imigração para estes dois destinos.

Número de brasileiros deixando o país em 2019 dispara

Decidir morar fora do Brasil é uma tendência cada vez maior entre a população nacional. De acordo com matéria da Valor Econômico, o número de brasileiros que abandonam o país pode bater recorde em 2019

“O número de brasileiros que estão abandonando o país pode bater novo recorde este ano. Entre janeiro e julho, a Receita Federal registrou 21.873 declarações de saídas definitivas do Brasil. Se o ritmo se repetir neste segundo semestre, o resultado de 2019 será quase 100% maior que o de 2018. Durante todo o ano passado, a Receita recebeu 23.149 declarações de saídas definitivas. 

De acordo com os dados da Receita, em 2011 foram 8.170. E desde aquele ano, os números veem crescendo. Em 2016, houve um salto e pela primeira vez desde 2011 a quantidade de saídas definitivas ultrapassou a marca dos 20.000″. 

A matéria expõe, ainda, informações fornecidas por José Vinícius Bicalho, advogado especialista e sócio da Bicalho Consultoria Legal:

“O advogado afirma que as declarações de saídas definitivas feitas à Receita são uma indicação importante da movimentação dos brasileiros em direção ao exterior. Mas que os números reais tendem a ser muito maiores. Isso porque muitos dos que deixam o país simplesmente desconhecem que podem informar a Receita Federal sobre isso; ou porque se são sócias de empresas enquadradas no Simples, ao declararem que estão deixando o país, suas empresas perdem os benefícios desse regime fiscal”.

Emigrantes tem perfil qualificado e empreendedor

Há diversos perfis de pessoas e famílias que saem do Brasil. Porém, é seguro dizer que aqueles com mais qualificação acadêmica, experiência profissional, disponibilidade financeira para realizar investimentos e espírito empreendedor encontram diversos incentivos nos países de destino.

Abrir uma franquia, uma filial, uma nova empresa ou investir no mercado imobiliário em solo estrangeiro são algumas das ações mais recorrentes. Dependendo do país de destino, concretizar uma dessas possibilidades pode levar à conquista da residência permanente. 

Há também diversas oportunidades para profissionais capacitados que possam cumprir funções em áreas de maior demanda. A imigração via categorias relacionadas à qualificação e emprego vem se tornando, cada vez mais, o foco. 

É o caso, por exemplo dos Estados Unidos. Após o discurso do presidente Donald Trump sobre o estado da união no início de 2019, uma proposta de ampliação da imigração legal para os EUA  vem sendo discutida. Por mais que existam algumas diferenças entre as opiniões dos que discutem o tema no país, é fato que todos apoiam receber imigrantes e trabalhadores temporários com base em suas qualificações profissionais.

Estados Unidos e Portugal são os principais destinos

Estados Unidos

Milhares de brasileiros desejam viver o “sonho americano”. No quesito empreendedorismo, o mercado dos EUA é, sem nenhuma dúvida, o mais desejado do mundo. De acordo com o último Censo IBGE, de 2010, que quantificou o número de brasileiros no exterior, os Estados Unidos são o principal destino dos brasileiros e receberam 23,8% dos emigrantes. 

Os principais vistos americanos são: 

  • L-1: visto para empresários ou executivos expatriados.
  • EB-1: visto para profissionais com habilidade extraordinária comprovada por aclamação internacional.
  • EB-2: visto para profissionais com formação superior e destaque na sua área de atuação, cuja experiência profissional é relevante para os EUA.
  • EB-5: visto para investidores que empregam no mínimo 900 mil dólares.
  • E-2: visto para investidores e empreendedores com cidadania em países que fazem parte do Tratado do Comércio com os EUA.

As informações prestadas por Vinícius Bicalho para a matéria da Valor Econômico se fazem relevantes para quem quer morar fora do Brasil e mira os Estados Unidos como destino. O especialista apontou que a demanda por vistos EB-1 e EB-2 tem sido crescente. As principais categorias de profissionais de alto nível que apostam nestes caminhos migratórios consistem em “engenheiros, médicos, dentistas, advogados, gestores e professores universitários”.

Quando se trata de imigração, é importante ter em mente que o visto escolhido sempre deve obedecer o propósito pretendido nos Estados Unidos. Faça o download deste e-book gratuitamente agora mesmo: Como entender imigração e obter vistos para os Estados Unidos.

Portugal

O Censo IBGE de 2010 apontou Portugal como o segundo principal destino dos brasileiros, com 13,4% dos emigrantes. Esse país chama a atenção pela semelhança com a língua e a cultura brasileira. Ambas tornam este, o destino ideal para brasileiros que buscam se mudar para um país em que possam se adaptar com mais facilidade. 

Além disso, Portugal foi citado pela Forbes como o melhor país da Europa para investidores estrangeiros. Em busca por estabilidade econômica, seu governo estimula a imigração e oferece benefícios fiscais a investidores estrangeiros.

Os principais vistos para Portugal são:

  • D-2: visto para pessoas que querem empreender no país.
  • D-7: visto para aposentados e pessoas com rendimentos próprios.
  • Golden Visa: visto para pessoas de nacionalidade não-europeia e que pretendem investir em:
    • abertura de empresa;
    • mercado financeiro;
    • pequenas e médias empresas;
    • investigação científica;
    • produção artística.

Agora que você está atualizado sobre os dados relacionados a emigração, está na hora de saber os principais passos que uma pessoa que quer morar fora do Brasil deve saber. A declaração de saída definitiva do Brasil, por exemplo, é obrigatória para quem vai morar no exterior e se trata de um componente importante do planejamento pré-imigratório. 

Esse planejamento é indispensável para que você migre e garanta que os aspectos legais e tributários estejam devidamente alinhados. Veja agora mesmo como fazer o seu planejamento pré-imigratório!

Compartilhe esse conteúdo