5 respostas sobre a situação da fronteira americana para brasileiros

Tempo de leitura: 4 minutos

Saiba quais são os requisitos para quem quer entrar nos EUA em meio à pandemia de Coronavírus e previsões de abertura da fronteira americana para brasileiros.

Os Estados Unidos são um dos principais destinos dos brasileiros para morar, trabalhar, empreender e investir. Com a pandemia de Novo Coronavírus, vieram uma série de restrições, incluindo o fechamento da fronteira americana para brasileiros, em certas circunstâncias, e a pausa na emissão de novos vistos tanto permanentes quanto temporários. 

Houve um fluxo de alterações sobre essas normas à medida que se completou um ano dos efeitos da pandemia, e é preciso se informar para saber qual é a situação atual (informações de março de 2021). Veja respostas para as principais dúvidas a seguir.

1. Qual é a estratégia de combate ao Coronavírus nos EUA? 

Como medida para conter a disseminação do Novo Coronavírus nos Estados Unidos, o governo do país estabeleceu uma lista restrita de países para os quais as fronteiras estadunidenses estão abertas. Nenhuma nacionalidade específica de passageiro está restrita de entrar nos EUA, mas somente passageiros vindos dos países autorizados podem entrar no país.

O passageiro com intenção de desembarcar nos EUA precisa ter passado pelo menos 14 dias em um dos países autorizados. Além disso, precisa realizar um teste RT-PCR, aquele que é feito a partir da coleta de amostras do nariz e garganta com uso de um cotonete especial (swab). O teste vai indicar se foi ou não identificada alguma quantidade do vírus Sars-CoV-2 na pessoa testada. Somente passageiros que apresentarem resultado negativo deste exame, que precisa ter sido realizado no máximo 72 horas antes do embarque, poderão entrar no país.

2. Brasileiros conseguem entrar nos Estados Unidos? 

Ao contrário do que tem sido disseminado, não houve fechamento da fronteira americana para brasileiros. Assim como explicado no tópico anterior, passageiros de nacionalidade brasileira, especificamente, não estão proibidos de entrar nos Estados Unidos. As restrições de viagem e entrada no país recaem, na verdade, sobre passageiros que tenham passado algum período no Brasil dentro dos últimos 14 dias. 

Quem se enquadra nessa descrição, mas precisa viajar para os EUA, precisa ficar pelo menos 14 dias em algum país que não está restrito à acessar as fronteiras estadunidenses. Além disso, da mesma maneira, precisará apresentar um resultado negativo de teste RT-PCR para coronavírus. Vale assinalar, entretanto, que as regras podem mudar sem aviso prévio. 

3. A emissão de vistos americanos continua suspensa? 

O ex-presidente estadunidense, Donald Trump, havia publicado decreto limitador da imigração aos EUA em abril de 2020, que determinava a suspensão da entrada de imigrantes e não imigrantes no país. O motivo era evitar a sobrecarga no sistema de saúde dos EUA e suposto risco para sua recuperação econômica, após a pandemia. Desde então, foi disseminada a suposta limitação da fronteira americana para brasileiros e passageiros de outras nacionalidades.

De qualquer maneira, o presidente Joe Biden revogou esse decreto em fevereiro de 2021. Assim, alguns vistos de trabalho e categorias baseadas em conexão familiar voltaram a ser expedidos. Para empresários que têm a intenção específica de abrir e/ou gerir uma filial ou subsidiária nos Estados Unidos, a boa notícia é que o visto L-1 está entre eles. 

A categoria L-1, também conhecida como “visto de empresário”, consiste em um visto de trabalho temporário que autoriza que uma empresa de outro país transfira profissionais capacitados para gerirem uma unidade (nova ou já existente) nos Estados Unidos. Além de permitir que os próprios sócios sejam beneficiários do visto, a categoria ainda pavimenta possibilidade de obtenção do Green Card. Somado a isso, vale lembrar que a abertura de uma empresa nos EUA é um processo ágil, desburocratizado, que pode ser feito online. Com o devido planejamento, é possível abrir sua empresa nos Estados Unidos e construir um caminho migratório mesmo com as restrições da pandemia do Novo Coronavírus. 

4. Quem tem visto aprovado em mãos, consegue entrar nos EUA? 

Passageiros com visto de residência permanente podem entrar nos Estados Unidos, desde que sigam as regras citadas anteriormente:

  • estar a mais de 14 dias em um país sem restrição de acesso à fronteira dos EUA;
  • apresentar resultado negativo de teste RT-PCR para o vírus Sars-CoV-2, desde que realizado 72 horas antes do embarque.

5. Quando será possível viajar para os EUA? 

Os Estados Unidos possuem o maior número de casos de COVI-19, de acordo com dados da OMS. A boa notícia é que o país foi capaz de controlar a disseminação do vírus nos primeiros meses de 2021 e já avançou bastante na vacinação da população. 

No fim de março de 2021, o presidente Biden anunciou nova meta de vacinação contra a COVID-19: 200 milhões de doses aplicadas até o fim de abril de 2021. A meta já inclui as mais de 100 milhões de vacinas contra o coronavírus aplicadas até março. A meta de Biden possivelmente será atingida, já que mais de 2 milhões de vacinas têm sido aplicadas todos os dias no país. Outra boa notícia é que “graças à vacinação acelerada e às medidas de distanciamento e máscara reforçadas recentemente em partes do país, os números diários de casos e mortos nos EUA despencaram”.

Ao que tudo indica, o governo Biden projeta relaxamento das restrições para meados de maio no que diz respeito “às fronteiras com o México e Canadá e em viagens internacionais vindas do Reino Unido, Europa e Brasil”. O tema deve ser revisitado semanalmente, levando em conta as “preocupações sobre novas variantes que podem se espalhar rapidamente em comunidades que estão reabrindo rapidamente”.

A reabertura completa das fronteiras também é influenciada por decisões políticas. As ações de Biden no que diz respeito à imigração para os Estados Unidos indicam intenções que favorecem aqueles que querem trabalhar, empreender e morar no país. 

Você se informou sobre a situação da fronteira americana para brasileiros. Possui algum objetivo a ser concretizado nos Estados Unidos, mas não sabe como proceder diante da crise de saúde mundial? Conheça agora o principal visto de trabalho e visto de empresário para quem quer morar nos Estados Unidos e muna-se de informações para tomar sua decisão.

Compartilhe esse conteúdo