Quer aproveitar a alta no mercado de trabalho dos Estados Unidos? A hora é agora!

Saiba o que esperar do mercado de trabalho dos Estados Unidos e conheça o caminho imigratório ideal para profissionais com alta qualificação.

O mercado de trabalho dos Estados Unidos nunca esteve tão sólido e desenvolvido. A taxa de desemprego é a mais baixa em décadas, novos postos de trabalho são criados continuamente, profissionais de todas as categorias estão sendo melhor remunerados.  

Brasileiros que enfrentam a atual crise no país, ou que até mesmo se mudaram para outros países para investir em sua formação acadêmica ou experiência profissional, devem encarar esta como uma grande oportunidade. Aproveitar os benefícios desse cenário pode significar não apenas a garantia de uma boa colocação profissional, mas até mesmo a conquista de residência permanente nos EUA e melhores condições de vida.

Esteja você residindo no Brasil ou não, saiba se esse cenário vai se manter nos próximos anos e como ele impacta profissionais de diferentes níveis da capacitação que trabalham ou pretendem trabalhar no país. Em seguida, conheça o caminho migratório trilhado por profissionais com qualificação sólida.  

Alta no mercado de trabalho dos Estados Unidos é estável

A criação de novos empregos tem sido uma constante no mercado de trabalho dos Estados Unidos nos últimos 100 meses consecutivos, de acordo com matéria da Valor Econômico. A taxa de desemprego, atualmente, é a menor em 49 anos.

Todos os tipos de profissionais, desde os menos aos mais qualificados, encontram oportunidades. Tem sido cada vez mais fácil encontrar emprego e os salários também estão maiores. Estima-se que esse longo período de baixo desemprego vai perdurar. Segundo a notícia citada, essa afirmação é baseada na teoria econômica: 

“quando o desemprego é muito baixo, ele estimula a inflação, o que leva o Fed (Federal Reserve ou banco central americano) a subir as taxas de juros de curto prazo e limitar o crescimento e as contratações. Esse tipo de ciclo encerrou o período de baixo desemprego da década de 60, mas a inflação no atual período permanece abaixo da meta de 2% do Fed.”

Com o Fed sendo capaz de manter os juros baixos, Janet Yellen, ex-presidente da instituição, comenta que a manutenção do baixo desemprego será mais sustentável do que em períodos passados. 

Áreas com maior desemprego recebem incentivo e investimento

A alta no mercado de trabalho dos Estados Unidos se reflete muito mais nas grandes cidades. Nas áreas metropolitanas com menos de 100.000 habitantes e em áreas rurais, as pessoas ainda podem encontrar dificuldades de colocação no mercado. São localidades que apresentam crescimento mais lento e cuja população vem reduzindo continuamente.

Porém, vale ressaltar que uma das iniciativas que focam no desenvolvimento desses locais é, por exemplo a atração de investidores estrangeiros por meio do visto americano EB-5. A categoria incentiva os investidores a mirarem em regiões de alto desemprego, designadas enquanto TEA (Targeted Employment Area). 

O valor mínimo de investimento em TEA deve ser 50% do necessário para investimentos em outras áreas. Atualmente, consiste em US$ 500.000. A partir de 21 de novembro de 2019, com a aplicação da reforma anunciada pelo USCIS (United States Citizenship Immigration Services ou Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos) no programa, o valor mínimo de investimento em TEA passará a ser de US$ 900.000. Além desse requisito, o investidor deve garantir a criação de ao menos 10 vagas de trabalho em tempo integral nos EUA, por um período de pelo menos dois anos.

A boa notícia é que cada vez mais investidores apostam nessa proposta. Um artigo da BBC sobre o visto para investidores apontou que, segundo o USCIS, a emissão de vistos EB-5 para brasileiros aumentou exponencialmente ao longos dos anos. Enquanto em 2011 somente 11 vistos EB-5 foram emitidos para brasileiros (incluindo investidores, familiares e dependentes), em 2018, foram 388. 

Profissionais qualificados encontram oportunidades em cidades prósperas

As metrópoles e cidades estadunidenses mais prósperas representam ótimas oportunidades para os trabalhadores mais qualificados. A matéria da Valor Econômico citada apresenta que, aqueles que que ocupam cargos nas áreas como as citadas a seguir estão entre os mais bem remunerados:

  • área administrativas;
  • área de alta tecnologia;
  • setores técnicos;
  • pesquisas científicas;
  • design de sistemas de computação.

A fonte ainda cita que o mercado de trabalho dos Estados Unidos se encontra mais aquecido em algumas cidades. Nessas localidades, há o dobro de empregos de nível técnico em relação à média nacional. Veja os principais exemplos:

  • Austin, no Texas;
  • San Jose, na Califórnia;
  • Seattle, Washington.

Visto EB-2 representa possibilidade migratória para profissionais qualificados

O visto EB-2 é um visto americano de imigrante, também conhecido por NIW ou “visto para profissionais com habilidades excepcionais”. Baseada em qualificação profissional, a categoria concede o Green Card ao solicitante e também garante residência permanente ao cônjuge e dependentes. 

Se você é um profissional altamente qualificado e reconhecido na sua área de atuação, e tem como comprovar isso, o EB-2 representa uma possibilidade real de conseguir morar e trabalhar legalmente nos Estados Unidos. Uma vez que você garante os requisitos e documentos necessários para o visto EB-2, é possível aplicar via:

  • Labor Certification: comprovando que um empregador possui uma vaga de trabalho nos Estados Unidos à sua disposição.
  • National Interest Waiver (NIW): pedindo dispensa da vaga de trabalho e sendo o seu próprio patrocinador.

Até mesmo brasileiros que optaram por investir em formação superior ou avançada na Europa já estão se atentando a essa alternativa. Portugal, por exemplo, é o segundo maior destino dos emigrantes brasileiros. O país europeu possui excelentes universidades e agrega ainda mais qualificação a esses profissionais. Porém, uma vez concluída a formação, eles buscam experiência profissional no mercado de trabalho dos Estados Unidos, que, como visto, é mais pujante se comparado ao mercado português. 

Quer saber mais sobre vistos americanos? A Bicalho te auxilia no processo de forma completa, incluindo requerimento, acompanhamento do processo legal e consultoria. Dê o start no seu processo migratório para os EUA, obtenha informações mais detalhadas sobre vistos americanos agora mesmo!

Compartilhe esse conteúdo